"O Muro" as written by and Herbert Lemos De Souza Vianna....
Tudo escuro
Tudo em volta é muro
E a sombra de um futuro
Que já não se sabe mais como parar

Todos fogem
E quase niguém se comove
Correndo pra se esconder
Sem coragem pra voltar e ajudar

Será que quem puxa o gatilho
Vê que são pais, irmãos e filhos
Que já não sabem mais dizer
De que lado o mal está

Se está em frente
Ou por todos os lados
Seguimos todos calados
E ninguém sabe mais rezar

Do morto se sabe pouco
Do rosto, que é como os outros
Da vida, que o preço era baixo
Do sangue, que secou no asfalto
Da sina que era de morte
Da morte, que foi violenta
E só se vê a diferença
Na profundeza do corte


Lyrics submitted by SongMeanings

"O Muro" as written by Herbert Lemos De Souza Vianna

Lyrics © EMI Music Publishing

Lyrics powered by LyricFind

O Muro song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain