(Senti-me mal)

Tranca a porta, eu passo bem
Sem estar em casa, eu como o lixo
Eu como quem tem
Morada-aberta e não foge
Assim que eu mostro os meus
Demónios são assim-assim
Não metem medo,
O que mete medo é eu sentir
Que o fim
Se aproxima a cada passo
E eu penso em não voltar,
Mas voltei.

Senti-me mal,
Assim que entrei aqui.
Senti-me mal,
Assim que eu que olhei para ti.
É sempre igual,
Mas fico até ao fim
E é sempre a calma o que me prende a ti,
Mas quem sabe que um dia acaba aqui.

Parto a medo eu sou capaz.
O que eu queria mesmo era
Sair e sem olhar para trás,
Batia a porta a avisar: não sei quando volto, não chores mais.
Quero um tempo só para ti,
Para já o que eu tenho é pouco
E é muito o tempo gasto aqui.
Quero encontrar na Terra o Céu Inferno
Mas nem da cama eu saí.

Senti-me mal,
Assim que entrei aqui.
Senti-me mal,
Assim que eu que olhei para ti.
É sempre igual,
Mas fico até ao fim
E é sempre a calma o que me prende a ti,
Mas quem sabe que um dia acaba aqui.

Senti-me mal,
Assim que entrei aqui.
Senti-me mal,
Assim que eu que olhei para ti.
É sempre igual,
Mas fico até ao fim
E é sempre a calma o que me prende a ti,
Mas quem sabe que um dia acaba aqui.
(x2)


Lyrics submitted by ElleDriver

Música D'Homens song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain