Por tantas vezes pensei saber o que fazer mas sempre acabei por tomar cuspido em minha cara tudo em que acreditei. E já não posso suportar, já não consigo acreditar que vai ser diferente ou que vale a pena tentar. Carregamos tantos vícios que já não há mais virtudes pra contar. Cultivamos precipícios em que despencamos sem pensar. E a história não para e não procuramos saber se realmente queremos viver sem aprender. Como pude ser tão idiota e voltar se tantas vezes eu errei... Como pude segurar em suas mãos se eu sei que você vai me largar, sei que não vai adiantar e que o gosto amargo nunca vai passar. Carregamos tantos vícios que já não há mais virtudes pra contar. Cultivamos precipícios em que despencamos sem pensar. E nunca conseguimos nada, todos sonhos que tivemos condenamos ao esquecimento e a nosso próprio desprezo. “E nós que tanto lutamos, tanto sofremos e erramos”... acabamos por achar tudo aquilo sem graça demais. De nada vai adiantar fingir certeza em seu olhar se toda vez terminamos por recolher os cacos que restaram de nossa auto-estima quando outra vez plantamos cinzas que nunca vão florescer no jardim de nossos sonhos.


Lyrics submitted by Vê'sBrokenHeart?!

flores aos rebeldes que falharam song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain