Pensei, gritei, não calei Vi você tentando dixavar seu papo cretino, Mas eu
escutei! Dizendo que a
violência cresceu de um tempo pra cá; Que a solução era subir no morro e
esculachar Aí, nem vem com
situações operações humilhando Invadindo e destruindo os lares dos cidadões
Que não pediram, para
estar alí Querem apenas um pouco de paz, Depois de ralar de sol-à-sol...
Diz!! B. Negão meu irmão
agora vou falar Eu subo o morro e só vejo criança gritar Não pode, cultura é
o que eles tem na mão
Poder, eles escolhem qual é a informação Se morrem seis por dia é isso que
eu quero falar Falsa
democracia eu não vou deixar Olho pra traz e já entro em desespero Eu já vi
isso, manipulação eu sinto
o cheiro Intriga, intriga vocês tão querendo briga A gente não engole tudo
que mastiga Olhe pra traz veja
quem fez e quem faz sessenta e quatro já passou eu não aguento mais Querem
me impedir de falar,
calar minha boca a força Não, meu irmão, não vou ficar marcando toca
Enquanto não resolverem eu
continuo a reclamar Eu já falei, vou repetir Legalize já Você vem de blá,
blá, blá pra cima de muá Será
que você não vê que brinca com a vida, não dá Você não vê então vou te
mostrar Enquanto você brinca
gente morre na favela Tric-Trac toque de recolher Porque senão bala perdida
pode encontrar você Qué
me calar mas não vai conseguir Se cê não sabe é por isso q'ueu estou aqui Na
minha opinião legalizar é
a solução Então, meu irmão, se liga na missão


Lyrics submitted by defubuskorn

Adoled song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain