"Brigas por Nada" as written by and Sérgio Junior Bruno Cardoso....
Você não me procurou
E eu não me desculpei
Sem razão, meu amor
Brigados outra vez
Dias sem telefonar, ninguém dá o braço a torcer
O orgulho amargou as nossas vidas

Brigas por nada
Ofensas de graça
Solidão, tanta dor por motivos banais
Amor não aguento mais

Olha, eu não vivo sem você
Sem te sentir, te ouvir, te ver
Sem o calor do seu abraço que sempre foi meu
Não tem porque viver assim
Foi outra briga à toa e fim
Tô aqui fora, abre a porta
Eu sou todo seu

Você não me procurou
E eu não me desculpei
Sem razão, meu amor
Brigados outra vez
Dias sem telefonar, ninguém dá o braço a torcer
O orgulho amargou as nossas vidas

Brigas por nada
Ofensas de graça
Solidão, tanta dor por motivos banais
Amor não aguento mais

Olha, eu não vivo sem você
Sem te sentir, te ouvir, te ver
Sem o calor do seu abraço que sempre foi meu
Não tem porque viver assim
Foi outra briga à toa e fim
Tô aqui fora, abre a porta
Eu sou todo seu

Durante todo esse tempo eu olhei pra trás
E percebi que eu te amo cada dia mais
Me acostumei com tudo seu
De bom e de ruim
Não muda em nada que eu amei você assim
A briga resolvida é uma rosa em um jardim
Mas se tem mágoa fecha, seca, apodrece sim
Amor eu leio e vejo os seus sinais
Ficar desse jeito pra que?

Olha, eu não vivo sem você
Sem te sentir, te ouvir, te ver
Sem o calor do seu abraço que sempre foi meu
Não tem porque viver assim
Foi outra briga à toa e fim
Tô aqui fora, abre a porta
Eu sou todo seu


Lyrics submitted by SongMeanings

"Brigas por Nada" as written by Sérgio Junior Bruno Cardoso

Lyrics © Universal Music Publishing Group

Lyrics powered by LyricFind

Brigas por Nada song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain