"Verde Vinho" as written by and Michael Kunze Juergen Bockelmann....
Ninguém na rua na noite fria
Só eu e o luar
Voltava a casa quando vi que havia
Luz num velho bar
Não hesitei
Fazia frio e nele entrei

Estando tão longe da minha terra
Tive a sensação
De ter entrado numa taberna
De Braga ou Monção
Um homem velho se acercou
E assim falou

Vamos brindar com vinho verde
Que é do meu Portugal
E o vinho verde me fará recordar
A aldeia branca que deixei atrás do mar

Vamos brindar com verde vinho
Pra que eu possa cantar, canções do Minho
Que me fazem sonhar,
Com o momento de voltar ao lar

Falou-me então daquele dia triste
O velho Luís
Em que deixara tudo quanto existe
Pra ser feliz
A noiva, a mãe, a casa, o pai
E o cão também

Pensando agora naquela cena
Que nos Tranja vi
Recordo a mágoa, recordo a pena
Que com ele vivi
Bom português
Regressa breve e vem de vez!

Vamos brindar com vinho verde
Que é do meu Portugal
E o vinho verde me fará recordar
A aldeia branca que deixei atrás do mar

Vamos brindar com verde vinho
Pra que eu possa cantar, canções do Minho
Que me fazem sonhar
Com o momento de voltar ao lar

Vamos brindar com vinho verde
Que é do meu Portugal
E o vinho verde me fará recordar
A aldeia branca que deixei atrás do mar

Vamos brindar com verde vinho
Pra que eu possa cantar, canções do Minho
Que me fazem sonhar
Com o momento de voltar ao lar


Lyrics submitted by SongMeanings

"Verde Vinho" as written by Michael Kunze Juergen Bockelmann

Lyrics © S.P.A.(SOCIEDADE PORTUGUESA DE AUTORES)

Lyrics powered by LyricFind

Verde Vinho song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain