"Primavera" as written by and Nuno Miguel Candido Goncalves....
Sábado à noite não sou tão só
Somente só
A sós contigo assim
E sei dos teus erros
Os meus e os teus
Os teus e os meus amores que não conheci

Parasse a vida
Um passo atrás
Quis-me capaz
Dos erros renascer em ti

E se inventado, o teu sorriso for
Fui inventor
Criei o paraíso assim

Algo me diz que há mais amor aqui
Lá fora só menti
Eu já fui de cool por aí
Somente só, só minto só

Hei-de te amar, ou então hei-de chorar por ti
Mesmo assim, quero ver te sorrir
E se perder vou tentar esquecer-me de vez, conto até três
Se quiseres ser feliz

Se há tulipas
No teu jardim
Serei o chão e a água que da chuva cai
Pra te fazer crescer em flor, tão viva a cor
Meu amor eu sou tudo aqui

Sábado à noite não sou tão só
Somente só
A sós contigo assim
Não sou tão só, somente só

Hei de te amar, ou então hei de chorar por ti
Mesmo assim, quero ver te sorrir
E se perder vou tentar esquecer-me de vez, conto até três
Se quiseres ser feliz


Lyrics submitted by SongMeanings

"Primavera" as written by Nuno Miguel Candido Goncalves

Lyrics © Universal Music Publishing Group

Lyrics powered by LyricFind

Primavera song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain