"Bom Dia Lisboa" as written by and Vítor Lucas Alexandra Couceiro....
Fiel a um amor antigo
Acabo sempre por voltar
À casa que gostaria
De poder chamar lar
Entre a euforia do regresso
E o cansaço da viagem
Com um montão de histórias novas
Encafuadas na bagagem
E uma sensação esquisita
Que me deixa meio à toa
Ora cá estou eu de novo
Então bom dia Lisboa
Já palmilhei meio mundo
Já andei por todo o lado
E quando a angústia me agarra
Vêm-me aos lábios o teu fado
Já adormeci cansada
Em tanto sitio diferente
E acordo como se tivesse
Sempre o Tejo à minha frente
E é sempre a mesma saudação
Que na minha cabeça ecoa
Como um sonho persistente
Então bom dia Lisboa
Ora então olá Lisboa
É sempre tão bom voltar
Quem sabe haverá um dia
Em que virei para ficar
E acabar por aí
Numa velha água furtada
Pra tornar realidade
Um sonho há muito sonhado
E numa ruela qualquer
Entre Alfama e a Madragoa
Saudar-te pela manhã


Lyrics submitted by SongMeanings

"Bom Dia Lisboa" as written by Vítor Lucas Alexandra Couceiro

Lyrics © EMI Music Publishing

Lyrics powered by LyricFind

Bom Dia Lisboa song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain