"O Rei Dos Matraquilhos" as written by and Joao Melo....
Passo o dia inteiro a jogar matrecos
Nem tenho tempo de almocar
Enquanto como uma pera seguro no varao,
Meto golos sem parar.

Muitos queriam ser da realeza
Pretendentes ha ai aos molhos
Mas com direito a um trono, concerteza
Só ha um: sou eu e mais nenhum!

Eu sou o rei, o rei, rei dos matraquilhos
Brinco com as bolas como o caracas
Rei, o rei, rei dos matraquilhos
Tenho prateleiras cheias de tacas
E dou a cara sempre que é preciso
Assim se ve a nobreza de quem é rei.

Eu e a minha rainha vamos de terra em terra
Com os matrecos enfiados na carrinha
E no meio da praca tiramo-los da carrinha
Damos um «show» do caracas

Ela pega num megafone
E a todos comeca a desafiar
Quem lhe quiser bater nos matrecos
Vai ter que dar a cara e pagar.


Lyrics submitted by SongMeanings

"O Rei Dos Matraquilhos" as written by Joao Melo

Lyrics © Universal Music Publishing Group

Lyrics powered by LyricFind

O Rei Dos Matraquilhos song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain