"Patricinha Do Olho Azul" as written by and Evandro Mendes....
De black ou nagô, relógio paraguaio
Eu já tô quase atrasado pra sair com ela
Tênis do camelô, um perfume de caô
Sem dinheiro na carteira pra sair com ela
Eu preciso de um favor
Mas tem que ser no amor
Que eu não tenho um real pra sair da favela

Dia cinco não chegou, meu patrão não me pagou
Meu cartão já estourou e meu rolê já era
Ela já me perguntou, onde eu moro, de onde eu sou
Se é de carro ou a pé que eu vou sair com ela
Eu não sei se alguém falou
Que sou pobre sofredor e
Que só tenho um barraco dentro da favela

O pai dela é doutor, sabe que eu sou cantor
E a mãe já me deu o papo pra cuidar bem dela
Olha eu sou trabalhador
Me coloco ao seu dispor
Sou honesto e meu amor hoje é só pra ela

Sei que eu sou pobre, mas meu coração é nobre
E o que é meu é dela
Hoje eu quero ver se ela me ama
Eu vou contar que moro na favela
Mas se ficar de caô, de caô, vou terminar com ela
Mas se jurar seu amor, seu amor, eu vou casar com ela
Eu moro no morro, e ela na zona sul, sou negão
E a patricinha é lora de olho azul

Os playboy fica de bob recalcado que sou pobre
Quando eu vou no bairro dela é o maior zum zum zum
Eu moro no morro, e ela na zona sul
Sou negão e a patricinha é lora de olho azul
Quer sair do bairro nobre pra casar
Com um cara pobre, ela já tem eu de negro
E quer fazer mais um

Então já que é assim, quer ficar perto de mim
Pode trazer suas trouxa e jogo de panela
Vai passar pelo salão bem do lado do valão
Duas ruas mais cima já é minha viela
Ela vem da zona sul, isso aqui não é comum
As nega do ziriguidum já quer implicar com ela
Geral de zum zum zum, no boteco um por um
Tá fazendo fila pra fazer fofoca dela

Disse que me ama sim, que posso não tem dim dim
Quer fazer um neguim e morar na favela
O que ela viu em mim, de cabelo pichaim
Terminou com o playboy que é lá do bairro dela
Eu vou ver com meu vizinho, um aluguel bem baratinho
Pra poder caber minhas coisa e mais as tralha dela
Viver bem de mansinho, namorar devagarinho
Acordar só com beijinho e ainda cantar pra ela

Eu moro no morro, é lá na zona sul, sou negão
E a patricinha é loira de olho azul
Os playboy fica de bob recalcado que sou pobre
Quando eu vou no bairro dela é o maior zum zum zum
Eu moro no morro, é lá na zona sul
Sou negão e a patricinha é lora de olho azul
Quer sair do bairro nobre pra casar com um cara pobre
Ela já tem eu de negro e quer fazer mais um

Eu moro no morro, é lá na zona sul, sou negão
E a patricinha é loira de olho azul
Os playboy fica de bob recalcado que sou pobre
Quando eu vou no bairro dela é o maior zum zum zum
Eu moro no morro, é lá na zona sul
Sou negão e a patricinha é lora de olho azul
Quer sair do bairro nobre pra casar com um cara pobre
Ela já tem eu de negro e quer fazer mais um


Lyrics submitted by SongMeanings

"Patricinha Do Olho Azul" as written by Evandro Mendes

Lyrics © Warner/Chappell Music, Inc.

Lyrics powered by LyricFind

Patricinha Do Olho Azul song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain