Ele sabe de cor
Todas as caras
Todas as pernas que caminham apressadas

Nada mudou,
Talvez a moda
Talvez a fivela do sapato seja agora
Uma fita de velcro cor-de-rosa

Ele sabe de cor
Estranhos segredos
Das velhas que vivem a falar pelos cotovelos

Nada mudou,
Talvez a moda
Talvez o sapato de pelica seja agora
Uma bota de verniz e pele de cobra

E sentado na cadeira gasta
De gente e de restos de graxa
Imagina-se num teatro inglês
A recitar Shakespeare em Português
Com a camisa e gravata de cerimonia

E depois da actuação
O olhar de comoção
Põe um ponto no grande retrato

Um aplauso ensurdecedor
Faz com que o engraxador
Enfeite de lágrimas a gravata de cetim

E sentado na cadeira gasta,
De gente e de restos de graxa
Imagina-se num teatro inglês
A recitar Shakespeare em Português
Com a camisa e gravata de cerimónia

Acorda então em sobressalto
Porque a graxa do sapato
Do cliente amargurado chegara ao fim


Lyrics submitted by OdraudeLeugim

O Engraxador song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain