"Nada a Ver" as written by and Humberto Gessinger....
Nada a ver
(Humberto Gessinger)
Um cão sem dono, uma árvore no outono
O Nono mês de gravidez
Eu perco o sono, ao som de Yoko ono
E telefono pra vocês
Ás vezes eu acordo assutado
(A gente não tem nada a ver)
Mas quando eu te vejo do meu lado
(A gente não tem nada a perder)
De dia eu não te vejo nem desejo, eu vejo que não dá
(A gente não tem nada a ver)
Toda a noite, a noite inteira, eu penso em ti, eu penso em te encontrar
(A gente não tem nada a perder)
Nada a ver, nada a perder, nada a fazer, nada não....
Sinto muito, sinto tanto, no meu canto, enquanto a noite cai
(A gente não tem nada a ver)
Sinto saudade, é verdade, nunca é tarde, enquanto a chuva cai
(A gente não tem nada a perder)
Eu fico sem saber o que fazer, o que vai ser amanhã de manhã
(A gente não tem nada a ver)
Eu sonho com elegância, arrogância, extravagância do Duran Duran
(A gente não tem nada a perder)
Nada a ver, nada a perder, nada a fazer, nada não....
Às vezes eu acordo assutado!
Às vezes eu acordo do teu lado!
Às vezes eu fico acordado !
Às vezes eu te vejo...
Às vezes eu te beijo...
Às vezes eu desejo...
Às vezes eu...
Nada a ver, nada a perder, nada a fazer, nada não....
Nada a ver, nada a perder, nada a fazer, nada não....
Contribuição:
Leandro Maciel
Lmaciel@rol.com.br



Lyrics submitted by SongMeanings

"Nada a Ver" as written by Humberto Gessinger

Lyrics © Warner/Chappell Music, Inc.

Lyrics powered by LyricFind

Nada a Ver song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain