"Salmo-91" as written by and Massimiliano A. Cavalera....
Voce que abita com o amparo do altissimo,
E vive a sombra do onipotente, diga a jave
"meu refugio, minha fortaleza, meu deus, eu confio em ti!"

Ele livrara voce do laco do cacador, e da peste destruidora.
Ele o cobrira com suas penas, e debaixo de suas asas voce
Se refugiara. o braco dele e escudo e armadura.

Voce nao temera o terror da noite, nem a flecha
Que voa de dia, nem a epidemia que caminha nas trevas,
Nem a peste que devasta ao meio-dia. caiam mil
Ao seu lado e dez mil a sua direita, a voce nada atingira.

Basta que olhe com seus proprios olhos,
Para ver o salario dos injustos, porque voce fez de jave
O seu refugio e tomou o altissimo como seu defensor.

A desgraca jamais o atingira, e praga nenhuma vai chegar
a sua tenda, pois ele ordenou aos seus anjos que guardem
Voce em seus caminhos. eles o levarao nas maos,
Para que seu pe nao tropece numa pedra. voce caminhara
Sobre cobras e viboras, e pisara leoes e dragoes.

"eu o livrarei, porque a mim se apegou. eu o protegerei,
Pois conhece o meu nome. ele me invocara,
E eu responderei. na angustia estarei com ele.
Eu o livrarei e glorificarei. vou sacia-lo de longos dias
E lhe farei ver a minha salvacao".


Lyrics submitted by SongMeanings

"Salmo-91" as written by Massimiliano A. Cavalera

Lyrics © Universal Music Publishing Group

Lyrics powered by LyricFind

Salmo-91 song meanings
Add your thoughts

1 Comment

sort form View by:

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain