"A Noite Passada" as written by and Sergio De Barros Godinho....
A noite passada acordei com o teu beijo
Descias o Douro e eu fui esperarte ao Tejo
Vinhas numa barca que não vi passar
Corri pela margem até à beira do mar
Até que te vi num castelo de areia
Cantavas "sou gaivota e fui sereia"
Rime de ti "Então porque não voas?"
E então tu olhaste, depois sorriste
Abriste a janela e voaste

A noite passada fui passear no mar
A viola irmã cuidou de me arrastar
Chegado ao maralto abriuse em dois o mundo
Olhei para baixo, ias lá no fundo
Faltoume o pé, senti que me afundava
Por entre as algas teu cabelo bailava
A lua cheia escureceu nas águas
E então falámos e então dissemos
"Aqui vivemos muitos anos"

A noite passada o paredão ruiu
Pela fresta aberta o meu peito fugiu
Estava do outro lado a tricotar janelas
Viasme em segredo ao debruçarte nelas
Chegueime a ti, disse baixinho "Olá"
Toqueite no ombro e a marca ficou lá
O sol inteiro caiu entre os montes
E então tu olhaste, depois sorriste
Disseste "'Inda bem que voltaste"


Lyrics submitted by SongMeanings

"A Noite Passada" as written by Sergio De Barros Godinho

Lyrics © Sony/ATV Music Publishing LLC

Lyrics powered by LyricFind

A Noite Passada song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain