"Lavadeira Do Rio" as written by and Oswaldo Lenine Macedo Pimental Braulio Fernandes Neto Tavares....
A lavadeira do rio
Muito lençol pra lavar
Fica faltando uma saia
Quando o sabãoo se acabar
Mas corra pra beira da praia
Veja a espuma brilhar

Ouça o barulho bravio
Das ondas que batem
Na beira do mar

Ouça o barulho bravio
Das ondas que batem
Na beira do mar

É é! O vento soprou!
É é! A folha caiu!
É é! Cadê meu amor?
Que a noite chegou fazendo frio

É é! O vento soprou!
É é! A folha caiu!
É é! Cadê meu amor?
Que a noite chegou fazendo frio

É, Rita, tu sai da janela
Deixa esse moço passar
Quem nãoo é rica e é bela
Nãoo pode se descuidar
Mas, Rita, tu sai da janela
Que as moça desse lugar
Nem se demora donzela
Nem se destina a casar

É é! O vento soprou!
É é! A folha caiu!
É é! Cadê meu amor?
Que a noite chegou fazendo frio

É é! O vento soprou!
É é! A folha caiu!
É é! Cadê meu amor?
Que a noite chegou fazendo frio


Lyrics submitted by SongMeanings

"Lavadeira do Rio" as written by Oswaldo Lenine Macedo Pimental Braulio Fernandes Neto Tavares

Lyrics © SOCIEDAD GENERAL DE AUTORES DE ESPANA S G A E

Lyrics powered by LyricFind

Lavadeira Do Rio song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain