"Amores Imperfeitos" as written by and Francisco Eduardo/de Alvarenga Amaral....
Não precisa me lembrar
Não vou fugir de nada
Sinto muito se não fui feito um sonho seu
Mas sempre fica alguma coisa
Alguma roupa pra buscar
Eu posso afastar a mesa quando você precisar

Sei que amores imperfeitos
São as flores da estação

Eu não quero ver você
Passar a noite em claro
Sinto muito se não fui seu mais raro amor
E quando o dia terminar
E quando o sol se inclinar
Eu posso pôr uma toalha e te servir o jantar

Sei que amores imperfeitos
São as flores da estação

Mentira se eu disser que não penso mais em você
Quantas páginas o amor já mereceu
Os filósofos não dizem nada que não possa dizer
Quantos versos sobre nós eu já guardei
Deixa a luz daquela sala acesa
E me peça pra voltar

Sei que amores imperfeitos
São as flores da estação

Não precisa me lembrar
Não vou fugir de nada
Sinto muito se não fui feito um sonho seu
Sei que amores imperfeitos
São as flores da estação

Mentira se eu disser que não penso mais em você
Quantas páginas o amor já mereceu
Os filósofos não dizem nada que não possa dizer
Quantos versos sobre nós eu já guardei
Deixa a luz daquela sala acesa
E me peça pra voltar

Sei que amores imperfeitos
São as flores da estação
Sei que amores imperfeitos
São as flores da estação


Lyrics submitted by SongMeanings

"Amores Imperfeitos" as written by Francisco Eduardo Fa Amaral Samuel Rosa De Alvarenga

Lyrics © EMI Music Publishing, Sony/ATV Music Publishing LLC

Lyrics powered by LyricFind

Amores Imperfeitos song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain