"Não Identificado" as written by and Caetano Emmanuel Viana Teles Veloso....
Eu, você, nós dois
Já temos um passado, meu amor
Um violão guardado, aquela flor
E outras murmuras mais

Eu, você, João
Girando na vitrola sem parar
E o mundo dissonante que nós dois
Tentamos inventar, tentamos inventar
Tentamos inventar, tentamos

A felicidade

Eu, você, depois
Quarta-feira de cinzas no país
E as notas dissonantes se integraram
Ao som dos imbecis

Sim, você, nós dois
Já temos um passado, meu amor
A bossa, a fossa, a nossa grande dor
Como dois quadradões

Lobo, lobo, bobo

Eu, você, João
Girando na vitrola sem parar
E eu fico comovido de lembrar
O tempo e o som

Ah, como era bom
Mas chega de saudade a realidade
É que aprendemos com João
Pra sempre ser desafinado
Ser desafinado, ser desafinado, ser

Chega de saudade


Lyrics submitted by SongMeanings

"Não Identificado" as written by Caetano Emmanuel Viana Teles Veloso

Lyrics © Tratore, TERRA ENTERPRISES, INC.

Lyrics powered by LyricFind

Não Identificado song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain