"Olhar 43" as written by Paulo Ricardo Oliveira Nery De Medeiros and Luiz Schiavon....
Seu corpo É fruto proibido
É a chave de todo o pecado
E da libido, e prum garoto introvertido
Como eu É a pura perdição
É um lago negro o seu olhar
É água turva de beber, se envenenar
Nas suas curvas derrapar, sair da estrada
E morrer no mar, no mar
É perigoso o seu sorriso, É um sorriso assim jocoso
Impreciso, diria, misterioso, indecifrável
Riso de mulher
Não sei se É caça ou caçadora, se Diana ou Afrodite
Ou se É Brigite, Stephanie de Mônaco aqui estou
Inteiro ao seu dispor...princesa
Pobre de min, invento rimas assim pra você
E o outro vem em cima e você nem pra me escutar
Pois acabou, não vou rimar coisa nenhuma
Agora vai como sair que eu já não quero nem saber
Se vai caber ou vão me censurar será
E pra você eu deixo apenas meu olhar 43
Aquele assim de lado, já saindo
Indo embora, louco pôr você
Que pena
Que desperdício


Lyrics submitted by annazoff

"Olhar 43" as written by Luiz Schiavon Paulo Ricardo

Lyrics © Sony/ATV Music Publishing LLC, Warner/Chappell Music, Inc., Universal Music Publishing Group

Lyrics powered by LyricFind

Olhar 43 song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain