Eu tenho um melro que é um achado
De dia dorme
À noite come e canta o fado
E lá no prédio ouvem cantar
E já desconfiam que escondo alguém pra não mostrar

Eu tenho um melro lá no meu quarto
Não anda à solta porque se ele voa cai sobre os gatos

Cortei-lhe as asas pra não voar
E ele faz das penas lindos poemas pra me embalar

Melro, melrinho
E se acaso alguém te agarrar
Diz que não andas sozinho
Que és esperado no teu lar

Melro, melrinho
E se acaso alguém te prender
Não cantes mais o fadinho
Não me queiras ver sofrer

E não voltes mais
Que estas janelas, não as abro nunca mais

Eu tenho um melro que é um prodígio
Não faz a barba, não faz a cama, descuida o ninho
Mas canta o fado como ninguém
Até me gabo, eu tenho um melro que ninguém tem

Eu tenho um melro
(Que é um homem)
Não é um homem
(E quem há de ser?)
É das canoras aves aquela que mais me quer

(Deve ser homem)
Ah, pois que não
(Então mulher)
Há de lá ser?
É só um melro com quem dá gosto adormecer

Melro, melrinho
E se acaso alguém te agarrar
Diz que não andas sozinho
Que és esperado no teu lar

Melro, melrinho
E se acaso alguém te prender
Não cantes mais o fadinho
Não me queiras ver sofrer

E não voltes mais
Que estas janelas, não as abro nunca mais

E não voltes mais
Que a tua gaiola serve a outros animais


Lyrics submitted by azeitona

Eu Tenho um Melro song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain