"Pelo Vinho E Pelo Pão" as written by and Jose (neto) Ramalho....
Quantos olhos você têm
Pra me falar
Quantas bocas você diz
A me olhar

Quantos dentes eram tristes
Quantos eram solidão
Outros eram diferentes
Não nasceram para o chão

Quantos olhos você têm
Pra me falar
Quantas bocas você diz
A me olhar

Quantos dentes eram tristes
Quantos eram solidão
Outros eram diferentes
Não nasceram para o chão

Claros pelos evidentes
Nascerão em cada mão
Lívidos e conscientes
Pelo vinho e pelo pão

Beijos de doce veneno
Quero sim e quero não
Pelo fogo dos repentes
Desafia um coração

Claros pelos evidentes
Nascerão em cada mão
Lívidos e conscientes
Pelo vinho e pelo pão

Beijos de doce veneno
Quero sim e quero não
Pelo fogo dos repentes
Desafia um coração


Lyrics submitted by VampedVixen

"Pelo Vinho E pelo Pao" as written by Jose (neto) Ramalho

Lyrics © EMI Music Publishing

Lyrics powered by LyricFind

Pelo Vinho E Pelo Pão song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain