Há sempre um tempo no tempo em que o corpo do
homem apodrece
E sua alma cansada, penada, se afunda no chao
E o bruxo do luxo baixado o capucho chorando num nicho capacho
do lixo
Caprichos nao mais voltarao
Já houve um tempo em que o tempo parou de passar
E um tal de homo sapiens não soube disso aproveitar
Chorando, sorrindo, falando em calar
Pensando em pensar quando o tempo parar de passar
Mas se entre lágrimas você se achar e pensar que está
A chorar; este era o tempo em que o tempo é!!


Lyrics submitted by alda

Mutantes E Seus Cometas No País Do Baurets song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain