O gavião
Acordou de manhã cedo
Quem rasteja o chão tem medo
de ver gavião voar

Sentindo o frio
Que o vento da manhã traz
Vira o pescoço pra trás
Solta um grito de assustar

Bebeu da água
Da corrente do baixio
Quantos peixes tem no rio
Nunca pensou perguntar

Mora na mata
Porém ninguém sabe onde
Que o gavião não se esconde
Tem jeito pra se encantar

Montou no vento
Pra ouvir o que o vento ensina
Toda ave de rapina
Entende o vento falar

Chegou voando
Desceu por cima da serra
A sua visão não erra
Não tem quem possa escapar

Pousou no pau
Por lá ficou de vigia
Recebendo a brisa fria
Esperando alguém passar

Estica a asa
Balança se espreguiçando
Fica tranqüilo esperando
O momento de atacar

De lá de cima
Tudo no mundo conhece
E até seu grito parece
Com o mergulho de caçar

Desceu ligeiro
Pegou bicho pela unha
Nunca sobrou testemunha
Que se possa confiar

Não tem vivente
Como o gavião do vale
Nem lei no mundo que cale
Sua voz de governar


Lyrics submitted by alice_d

Gavião song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain