"O Velho e o Moço" as written by and Rodrigo Amarante De Rodrigo Amarante....
Deixo tudo assim
Não me importo em ver
A idade em mim
Ouço o que convém
Eu gosto é do gasto

Sei do incômodo
E ela tem razão
Quando vem dizer
Que eu preciso sim
De todo o cuidado

E se eu fosse o primeiro
A voltar pra mudar
O que eu fiz
Quem então agora eu seria

Ahh tanto faz
E o que não foi não é
Eu sei que ainda vou voltar
Mas eu quem será?

Deixo tudo assim
Não me acanho em ver
Vaidade em mim
Eu digo o que condiz
Eu gosto é do estrago

Sei do escândalo
E Ellis têm razão
Quando vêm dizer
Que eu não sei medir
Nem tempo e nem medo

E se eu for o primeiro
A prever e poder
Desistir do que for dar errado

Ahhh olha se não sou eu
Quem mais vai decidir
O que é bom pra mim
Dispenso a previsão

Ahhh se o que eu sou
É tambem o que eu escolhi ser
Aceito a condição

Vou levando assim
Que o acaso é amigo
Do meu coração
Quando falo comigo
Quando eu sei ouvir


Lyrics submitted by lampada

"O Velho E O Moço" as written by Rodrigo Amarante De Rodrigo Amarante

Lyrics © Universal Music Publishing Group

Lyrics powered by LyricFind

O Velho e o Moço song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain