"Fato Consumado" as written by and Djavan Caetano Djavan....
Eu quero ver você mandar na razão
Pra mim não é qualquer notí­cia que abala um coração

Eu quero ver você mandar na razão
Pra mim não é qualquer notí­cia que abala um coração

Eu quero ver você mandar na razão
Pra mim não é qualquer notí­cia que abala um coração

Se toda hora é hora de dar decisão,
Eu falo agora
No fundo, eu julgo o mundo um fato consumado
E vou embora

Não quero mais,
De mais a mais,
Me aprofundar nesta história

Arreio os meus anseios,
Perco o veio
E vivo de memória

Eu quero é viver em paz
Por favor me beije a boca
Que louca, que louca!

Eu quero é viver em paz
Por favor me beije a boca,
Que louca, que louca!

Eu quero é viver em paz
Por favor me beije a boca
Que louca, que louca!


Lyrics submitted by annazoff

"Fato Consumado" as written by

Lyrics © Universal Music Publishing Group

Lyrics powered by LyricFind

Fato Consumado song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain