As vozes estridentes daqueles que dão ordens são repletas de medo. E eles bebem nosso vinho, convencidos de que é nosso sangue. Que se expanda o batimento do nosso coração. Que se torne eco, ponte, caminho, lugar e casa. Pra que nunca o silêncio seja cúmplice do crime. E a palavra se perca entre os ruídos.
Você não pode ouvir os passos até que estejam perto demais. Pensa que é o vento balançando as árvores. Quando os pés já estão quebrando as folhas no chão. Varrendo as testemunhas do velho mundo e celebrando. O nascimento de novas flores. Que todos possam entrar na festa que promovem com nosso trabalho
E as paredes não sejam mais prisão, sim abrigo e proteção. Espalhe que a grande notícia já chegou. Chega todo dia, desde o nosso despertar. Somos um enxame atacando um gigante. É fácil confundir silencio com aceitação, mas há pessoas Caminhando em todo tempo e lugar. Não vai parar...


Lyrics submitted by gustavo_

Transformada Em Escudo e Espada a Palavra song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain