Tentando a todo custo dominar a fera que lhe escapa numa série de tempos diferentes. E quando se pensa apanhá-la, ela já não é. Tudo é fugaz, uma corrida atrás do vento. Embaixo da linha que divide o dia da noite, o fotógrafo perdeu a melhor parte. E o que seria se tivesse escolhido o caminho mais curto? Nenhum instante pode ser preso. Relógios deixaram escapar mais uma vez... E eu não vou prender. Não vou perder de novo a chance de ver o sol indo embora, se o horizonte agora é quase cinza. Mais feliz do que podemos imaginar, se pudéssemos sentir. Não espere até o momento de aplaudir o ato. Vem! É esta a mão que anula e despedaça... Nossos pés que dançam sobre escombros. Todos os dias em que não há dança estão perdidos. Todos os dias em que não há dança estão perdidos. Todos os dias em que não há dança até a pele arder, incomodar e nos mover.


Lyrics submitted by gustavo_

Consumir o Tempo song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain