Carlos Tê / Rui Veloso

Quem veio com a minha cara e assim se guardou para mim
Sorrindo-me na Verbena em dia de S. Valentim
Quem embalou essas damas quem nas cartas fez trapaça
E assim desfez nossas camas de sonhos roídos pelas traça

Foi a modinha do rádio
Ó insensato refrão
Que jogaste o meu destino
Numa dança de salão

Quem embalou essas damas que mão viciou essas vasas
E fez as contas dos astros amigar as nossas casas
Quem juntou dama e valete em paixão de folhetim
Quem gravou a canivete corações nos bancos de jardim

Quem inventou esse amor
E nos fez chegar à fala
Foi o embalador de damas
Foi o marcador de sala

Foi a modinha do rádio
Ó insensato refrão
Que jogaste o meu destino
Numa dança de salão


Lyrics submitted by wwb

Embalagem de Damas (Epílogo) song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain