"Deja Vu" as written by and Pedro Sergio Dos Santos Maia D Sousa Priscilla Novaes Leone....
Nenhuma verdade me machuca
Nenhum motivo me corrói
Até se eu ficar só na vontade, já não dói
Nenhuma doutrina me convence
Nenhuma resposta me satisfaz
Nem mesmo o tédio me surpreende mais

Mas eu sinto que eu 'to viva
A cada banho de chuva que chega molhando meu corpo nu

Nenhum sofrimento me comove
Nenhum programa me distrai
Eu ouvi promessas e isso não me atrai
E não há razão que me governe
Nenhuma lei prá me guiar
Eu 'to exatamente aonde eu queria estar

Mas eu sinto que eu 'to viva
A cada banho de chuva que chega molhando meu corpo nu

A minha alma nem me lembro mais
Em que esquina se perdeu
Ou em que mundo se enfiou

Mas já faz algum tempo
Já faz algum tempo
Já faz algum tempo
Faz algum tempo

A minha alma nem me lembro mais
Em que esquina se perdeu
Ou em que mundo se enfiou

Mas eu não tenho pressa
Já não tenho pressa
Eu não tenho pressa
Não tenho pressa


Lyrics submitted by The Funk Fucker

"Deja Vu" as written by Pedro Sergio Dos Santos Maia D Sousa Priscilla Novaes Leone

Lyrics © Warner/Chappell Music, Inc.

Lyrics powered by LyricFind

Deja Vu song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain