"Siderado" as written by and Francisco Eduardo/de Alvarenga Amaral....
Porque eu te espero na neblina
Porque eu te espero no saguão
Aeroporto ou esquina
E no sol do verão
No fim do mundo
Porque eu te espero no cerrado
Ou na cidade invadida
Perdido de amor, siderado
No final, na saída
No poço fundo
Porque eu te espero nas manhãs
De nuvens só feitas de lãs
Porque eu te espero no aterro
Porque eu te espero, diga quando
Por certo sonho eu é serro
E a noite passando
Num segundo
Porque eu te espero ali também
Na última linha desse trem
Se duvidar
Eu tenho mais de um mar de provas
Se duvidar
Eu tenho mais de um mar
Se duvidar
Eu tenho mais de um par de trovas
Se duvidar
Eu tenho mais de um mar


Lyrics submitted by Shoot_Me

"Siderado" as written by Francisco Eduardo Fa Amaral Samuel Rosa De Alvarenga

Lyrics © EMI Music Publishing, Sony/ATV Music Publishing LLC

Lyrics powered by LyricFind

Siderado song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain