"Amolação" as written by and Amaral/rosa....
Deus lá de cima sabe muito bem
Qual a minha sina, o que que me convém
Bicho do mato ela veio comigo
Teve ninho, carinho, broa, abrigo

Labutei na roça, labutei no milharal
Labutei passando bem
Labutei passando mei mal
Bruma no cérebro dela de repente
Brus tão brusca, brus bruscamente

Deixa de gostar, deixa de me tratar bem
Começa a gostar de deixar de me tratar bem
Manha manhosa, nhem nhem nhem
Eu só penso nela, ela só pensa em se mudar

Quanto mais eu brigo mais me grudo aqui
Quanto mais eu fujo mais eu tô apaixonado
Bruma no cérebro dela de repente
Brus tão brusca, brus bruscamente

Dois guris dos oito que a gente tem
Ela apanhou na rua com alguém
Mesmo assim eu fui pai pros pobrezinhos
Na lei da humildade conforme Jesus Cristo

Mas vem esse ódio em câmera lenta
Brrr a serpente hipnotiza e me tenta
Eu procuro uma razão em cada ato meu
Deve ser my own fault, deve ser só eu

Que amolação, que amolação
Meu Deus essa mulher só me deu amolação


Lyrics submitted by Shoot_Me

"Amolação" as written by

Lyrics © Sony/ATV Music Publishing LLC

Lyrics powered by LyricFind

Amolação song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain