Finji acreditar estar tudo bem, mas afinal não estava.
Menti descaradamente a quem não podia enganar.
Perdi-me em ilusões e fantasias sobre amores de que já mal me lembrava.
Esbarrei contra uma verdade concreta e decidida que não me fez esperar.

Nunca precisei de compreender a razão de ser das coisas.
Escolhi viver num mundo inventado.
Adulterado.
Fantasiado.
Pensei que isso tornaria tudo mais fácil.
Aceitei a incoerência das regras sem as contestar.
Questionar.
Refutar.

Desasseis anos depois, os resultados não foram os melhores....
Não foram os melhores nem tão poucos os piores.
A inconsequência de tudo faz-me pensar que nada nos é garantido.
São pequenas as acções que provocão as grandes reacções.

Pergunto-me se não me esforço o suficiente.
Se tudo o que faço se evapora e apaga com o tempo.
Espero uma mudança rápida e atempada.
Algo que traga consequências.

Ainda estou no mesmo sitio de onde parti....


Lyrics submitted by Sukur_

Sobre A Inconsequência Crónica De Tudo O Que Faço song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain