Um tísico à míngua
Espera a tarde inteira
Pela assistência que não vem

Mas vem de tudo
N'água escura, suja, espessa deste rio
Severino morte e vida vêm

Quem não tem ABC
Não pode entender HIV
Nem cobrir, evitar ou ferver

O rio é um rosário
Cujas contas são cidades
À espera de um Deus que dê
Que possa lhes dizer

O que é que você tem?
A quem se pode recorrer?
Me diz o que é que você tem

É muita gente ingrata
Reclamando de barriga d'água cheia
São maus cidadãos

É essa gente analfabeta
Interessada em denegrir
A boa imagem da nossa nação

És tu Brasil, ó Pátria amada
Idolatrada por quem tem
Acesso fácil a todos os seus bens

Enquanto o resto se agarra
No rosário, e sofre e reza
À espera de um Deus que não vem


Lyrics submitted by Shoot_Me

O Rio Severino song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain