"Dois Elefantes" as written by and Herbert Vianna....
Não sei se hoje é ontem ou anteontem
E do seu telefonema eu não vi nem a cor
Existe uma coisa que me dói perder, existe
Uma coisa que eu custei a ganhar
Meu rosto e teu rosto, rindo
Dois elefantes, no fundo do mar
Me falaram de um trem, eu fui pra estação
E do seu sorriso eu não vi nem a cor
Existe uma coisa que eu queria esquecer, existe
Uma coisa que me dói lembrar
Meu rosto e teu rosto roxos
Dois elefantes sem respirar
E o tempo, o tempo
É um trem que custa a passar
Alguém te viu rindo, eu tava longe
Um elefante pra lá, outro pra cá


Lyrics submitted by Shoot_Me

"Dois Elefantes" as written by Herbert Vianna

Lyrics © EMI Music Publishing

Lyrics powered by LyricFind

Dois Elefantes song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain