"Azedume" as written by and Marcelo De Souza Camelo....
Tira esse azedume do meu peito
E com respeito trate minha dor
Se hoje sem você eu sofro tanto
Tens no meu pranto a certeza de um amor

Sei que, um dia, a rosa da amargura
Fenecerá em razão de um sorriso teu
Então, a usura que um dia sufocou minha alegria
Há de ser o que morreu
Então, a usura que um dia sufocou minha alegria
Há de ser o que morreu

Dai-me outro viés de ilusão
Pois minha paixão tu não compras mais com teu olhar,
Leva esse sorriso falso embora
Ou fale agora que entendes meu penar

A lágrima que escorre do meu peito
É de direito, pois eu sei que tens um outro alguém
Mas peço pra que um dia se pensares em trazer-me seus olhares,
Faça porque te convém
Peço pra que um dia se pensares em trazer-me seus olhares,
Faça porque te convém


Lyrics submitted by MetalKronic

"Azedume" as written by Marcelo De Souza Camelo

Lyrics © Universal Music Publishing Group

Lyrics powered by LyricFind

Azedume song meanings
Add your thoughts

No Comments

sort form View by:
  • No Comments

Add your thoughts

Log in now to tell us what you think this song means.

Don’t have an account? Create an account with SongMeanings to post comments, submit lyrics, and more. It’s super easy, we promise!

Back to top
explain